COMPULSÃO:

A imagem pode conter: texto
Um Jornal diferente. Igual a você

CONSULTA DE UM CÉREBRO GULOSO

*COMPULSÃO =TENDÊNCIA À REPETIÇÃO.
Novo Dicionário Aurélio.

PENSANDO ALTO:
A Gula nos impele quando algo grandioso age dentro de nós sem notarmos que estamos em estado de desnutrição afetiva!! E a grande orientação vem por meio de atitudes que nos confia a nossa mente… Moradora dentro do Cérebro único e pessoal residente num perfil de inquilino ativo sobre toda a nossa história de vida…
Que se perpetua de forma latente e explode com estalos que nos indicam o quê pleiteamos diante da sociedade como um todo.
BUSQUEI MAIS ORIENTAÇÃO SOBRE ESTES “COM” E ESTES “SEM”… PARA SITUAR O DESEJO DE MAIS E MAIS E MAIS SEM TEMER A PROPORÇÃO DO ATO DE ENGORDA…
COMO SE ESTIVÉSSEMOS NO CABRESTO
VISUALIZANDO A GULA SEM RENDIÇÃO COMO O MAIOR PECADO!!

*COMPUNÇÃO = Pesar de haver cometido pecado ou ação má. Pesar profundo: “A sua ansiedade como que borbota, espalha-se nos gestos, na profunda compunção do semblante, nos suspiros, na palidez cadavérica” (Rocha Pombo, no HOSPÍCIO p. 307) Novo Dicionário Aurélio.

COM…PULS…(Ã)…O.. O forte é que devemos nos orientar sobre a realística e perseverante quebra de valores…
Que acontece quando nos deixamos bailar dentro de um barco praticamente furado. Quando a água vai subindo diante da maré repleta de algas nada alcalinas, mas sim… frenéticas que nos mergulham para nadar e nos sentirmos em berço esplêndido. Só que este berço somos nós atuando “fora da casinha” (expressão), ou seja… dançamos aquém de nossos valores alem de toda sonoplastia.
COMPULSÃO é a forma atrevida de soma satisfatória para um Cérebro Pesado… Oprimido… Reprimido… Esquecido… e até mesmo banido ao esquecimento de qualquer processo afetivo que o energize e o organize como parte de uma mente totalmente elétrica e descendente de elos magnetizados… Sempre prontos para um fio se agarrar ao outro e fenecerem colados e regalados pelo abraço.
Age-se na COMPULSÃO muito mais motivado pela (o)… pressão do organismo elétrico mal tratado e exposto sem visão e com precária energia… para sentir a exaustão do ritmo da grandiosa máquina corporal que se distancia do calibre que tem durante a gula compulsiva uma rota de coordenação traslada… entre a face e a “roleta russa” (expressão) que forra esta transa em estado de ínfima agressão e perfeita obseção pela mórbida obesidade!!
Para mim aqui é o ponto a quem denomino GULA!!
Para nosso interior festivo sobre as Liturgias (in)… sanas Religiosas… significa PECADO um dos Sete Capitais!!!
NÃO SEI SE RIO E OU CHORO COMPULSIVA… MENTE!!
Este Pecado é o mais substancioso e pesado: leme/remo/timão/volante que leva ao Compulsivo o extrato de seus débitos e créditos sem anestesia… na euforia de uma besta humana (expressão) ilógica e temente aos seus delírios demais e mais que o faz sacanear os códigos de ética vigente… se é que caibam dentro de seu Cérebro torturado pelos fios carentes num cantinho espumando uma energia repelente.
Essa FUGA neste banho de ilusão alem de mecânica
e engenhosa é subnutrida e tem arrogantes efeitos colaterais como: A Covardia em se processar dependente desta UTOPIA deste compulsivo abusar dos ganhos e das perdas somatizados em estado de galhardia exterior e penúria interior.
Quando o ato da COMPULSÃO se defende é o momento em que a própria credibilidade se ausenta e se faz demoníaca dentro da mente. E esta se regala em torno da posição em que o Cérebro capitaliza como sentimento de GULA e não como sensação EGO… ÍSTICA. O Cérebro é analítico, no entanto quando o Compulsivo estabelece as suas prioridades que o acercam em desejos nada simulados e intensos de suas vivências… ele se permite gerar atritos ente a ação e o uso da pressão interna, o faz causar e silenciar o abuso de seu próprio grito de carência. E esperar que ele aja com parcimônia não é o que podemos esperar deste compromisso. Isto não é um jogo e muito menos uma teoria banal… O CRÉDITO da GULA e o DÉBITO da OBESIDADE… E a operação Cerebral inexiste, pois ela é praticamente fora do limite pessoal. É um estufar da erupção da demência e o Compulsivo atua conforme sua análise sobre o seu EU se tornando seu próprio Agiota presente e seu EU Empreendedor totalmente carente.
O Afetivo nunca se submete… Fica um vazio entre os fios que se movem com emoção num cantinho do nosso Cérebro… Onde mora esse fio que na COMPULSÃO age dentro da COMPUNÇÃO?? E nos causa uma tempestade em lavas quentes e permissivas que nos compele descidas e subidas dentro de nossa máquina corporal… quando a mente se enlameia do débito da carência animal??
O CÉREBRO E A COMPULSÃO
Pensando alto:
O CÉREBRO evolui, mas tambem polui as nossas triagens mentais que se riscam antes mesmo de arriscar nos conflitos… entre o ter mais para o nada ganhar.
E para acontecer à restauração deste conluio devasso e privilegiado somos na teoria a busca da pressão mental
ajustado à companhia da pressão intencional… que ocasionam os mais fortes edemas e gânglios internos que nos submetem aos choques externos e fazem
do ato da COMPULSÃO um enorme desacato para
a realidade nesta extrapolada dimensão.
Este movimento é provocado pela atração do estar covarde e pela dor da carência em estado de mutilação exonerada e sem muita explicação na Literatura Sensorial onde acredito ser e estar o caminho diferencial. NÃO ESTOU JULGANDO O USO DE BARBITÚRICOS!!
Para mim o TOQUE é perceptivo por meio do olhar observador diante deste real e verdadeiro conflito existencial. HÁ COMPULSÃO E ELA EXISTE EM TODOS NÓS… Mas se parece mais como uma reação/atitude da causa e efeito que se regozija na face estatelada do TOQUE e que vão gotejando a elétrica onda tsunami em toda caixa de força… que vai acontecer dentro do CÉREBRO e que nada organiza diante do ato nada simbólico… o de ATUAR FORA DA CASINHA… Uma expressão sem limites para a COMPULSIVIDADE.
A esfera sem diâmetro da mente que restaura a cortina presente em voal e seda pura fazendo badalar o sino à exaustão… Conspira e forja a simetria que paira entre o EU SOU e o SER EU… durante a misteriosa magia se permitindo uma intensa regalia de desejo de alcançar a UTOPIA de estar mais obeso a cada espaço sem a capciosa AUTONOMIA!!
Amigos leitores:
Fundamentei-me em estudos claros e transparentes
durante a vivência entre a minha COMPULSÃO de engolir as disparidades existentes… entre uma Literatura e outra teórica e a sensibilidade de estar sendo provocadora de estímulos por meio da grafitagem em arabescos com muito sentido sobre a prática focada nas SENSAÇÕES… que são o ELO nesta corrente de surrealistas ilusões dentro e fora desta DIMENSÃO num Século que veio e foi por alguma notória razão… PECADO da GULA…
Haja operações e barbitúricos… metafor (e)… mmm
por favor… OS PECADOS NÃO SÃO SOMENTE ABAIXO DA LINHA DO (E)… (QU)… (CO)… ADOR!!!
(expressão musical…)
PS: Atenção ao TECIDO DE FABRICAÇÃO DE SEU COADOR… rsrsrsrsrsrs
Amor Sempre Aqui
Joana d’Arc Neves de Paula

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.