Caracteristicas!

►INCAPACIDADE E RESISTÊNCIA EM ACEITAR A REALIDADE: Quando o doente foge para “o mundo dos sonhos” jogando; devemos ter em mente que esse mundo nem sempre é dos jogos de azar. Para o Jogador Compulsivo o importante é ganhar! Ele pode passar horas disputando uma partida de xadrez, ou ficar jogando paciência no seu computador sem valer nada só para sentir o Prazer de ganhar! Quando esse comportamento se une ao dinheiro ai então a catástrofe é completa, por que ele se transforma em um Apostador Compulsivo, assim sendo além do tempo e do dinheiro perdido… Também gera a ilusão de que ficará milionário e nesse seu Mundo Ilusório ele acrediiiita ser milionário, então não aceita fácil a sua condição atual, o importante para ele é viver na ilusão de ser milionário! Ele não aceita de forma alguma a sua realidade, quer mudá-la sempre e da maneira mais fácil, sem grandes esforços pelo trabalho ou pelo estudo. Ele quer ganhar o suficiente para nunca mais trabalhar, só que o “suficiente” nunca é o bastante então… Ele reluta e briga com sua vida real é por isso que vive delirando!

É muito complicado para ambos aceitarem qualquer realidade.
1º Para o Jogador, pois sua “realidade” é “Opressora”, assim sendo joga quaisquer jogos para fugir dela!
2º Já o apostador construiu sua “realidade” igual a um castelo de cartas, qualquer Brisa o derruba! Assim ele fica sempre na “pior” entrando em depressão! Então ele continua sempre reconstruindo seu “castelo de cartas” imaginário e morando nele!
Observação: O fato mais interessante é que o Apostador Compulsivo dificilmente ficará jogando alguma coisa por muito tempo sem valer algo, principalmente dinheiro, porque esse tipo de jogo não proporciona a ele nenhuma Ilusão de ficar milionário, desse modo ele não consegue construir seu “castelo de cartas para morar!”
Comentário: Soube de um caso que o Irmão jogava dia e noite para ganhar dinheiro e levar para o filho doente. Só que esse filho já havia morrido há muito tempo e não adiantava nada falar para ele isso, pois ele não aceitava que realmente seu filho havia morrido! O sonho de salvar o filho era o seu “castelo de cartas!”
Essa característica é comum em todo compulsivo, eles procuram fugir a todo o momento de sua realidade, é habitual ouvir-se a seguinte frase: “A realidade é dura demais meu!”

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.